sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Contribuição da Associação de Pais APEPREI


A Associação de Pais da Escola Pinhal do Rei (APEPREI) contribuiu esta semana para a melhoria das condições da Escola Secundária Pinhal do Rei. Assim, foram colocados tapetes nas entradas dos Blocos (A e B) e do Polivalente melhorando a aparência da Escola e permitindo a manutenção da limpeza no interior dos Blocos. Gratos pela ajuda!

Convite para Jantar de Natal do Agrupamento


Comemoração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência comemora-se anualmente a 3 de dezembro.
Esta celebração realiza-se desde 1998, ano em que a Organização das Nações Unidas avançou com a convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência.
A data tem como principal objetivo a motivação para uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência e a mobilização para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar destas pessoas.
No  nosso Agrupamento, essa celebração terá lugar no dia 12 de dezembro. 

Clube Ciência Viva a celebrar o Natal

Os alunos e professor do Clube Ciência Viva do Agrupamento Marinha Grande Nascente,utilizando materiais do laboratório, criaram um presépio e uma árvore de Natal, usando a imaginação e criatividade. Prepararam-se Soluções coloridas em tubos de ensaio, Erlenmeyers, balões de fundo plano, usando suportes e o resultado foi o que se mostra. 
Encontram-se expostos no átrio da Escola Nery Capucho,que podem visitar. 
E já agora, o Clube Ciência Viva deseja um Feliz Natal a toda a Comunidade!

FELIZES EXPERIÊNCIAS!

                                                                                                                                     
                                                                                                                                      Os alunos do CCV

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Exposição «Dia Mundial dos Pobres» na Escola Secundária Pinhal do Rei


O Dia Mundial dos Pobres, assinalado pelo calendário a 18 de novembro, foi objeto de uma exposição fotográfica promovida pela disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, na Escola Secundária Pinhal do Rei.
Sob o lema «E se fosse contigo?», a iniciativa pretendeu sensibilizar os alunos para a problemática da pobreza. Perante diferentes contextos de pobreza infantil e juvenil, cada aluno foi desafiado a ver-se literalmente ao espelho, uma estratégia encontrada para levar cada um a colocar-se naquela situação, e a refletir.
Ainda no âmbito do dia 18 de novembro, num outro local da escola foi retratado um espaço de dormida de um sem-abrigo.
Enquanto sensibilizadora para o espírito de fraternidade entre os povos, esta iniciativa associa-se também à campanha de recolha de bens alimentares que o Grupo de Voluntariado da Escola Secundária Pinhal do Rei tem levado a cabo nos últimos anos  por altura do Natal.


Orlando Marques
Prof. de EMRC

6.ª FEIRA DAS COLHEITAS DO JARDIM DE INFÂNCIA DA BOAVISTA



10 de novembro foi dia escolhido para a 6.ª Feira das Colheitas, organizada pela Associação de Pais do Jardim de Infância da Boavista.

Devido às condições climatéricas, o evento realizou-se na sede do Sport Império Marinhense, onde se recriou uma feira/mercado tradicional com produtos hortícolas e frutos da época, entre outros.
Sopas e o já famoso pernil de churrasco fizeram parte da ementa que foi servida desde a hora do almoço.
Durante a tarde, atuou o Grupo de Cavaquinhos do Cogumelo da Marinha Grande que tocou e cantou música popular/tradicional portuguesa.
Este evento foi aberto à comunidade que, em grande número visitou e contribuiu para o seu sucesso.

Jardim de Infância da Boavista - workshop “ Escrita fácil…”


No dia 21 de novembro, realizou-se no ISDOM o workshop “ Escrita fácil…”, organizado pelo Jardim de Infância da Boavista em parceria com a Universidade Sénior da Marinha Grande- Projetos de Vida Sénior.
Foi orientado pela Professora Doutora Célia Sousa, coordenadora do CRID do IPL, que abordou “a comunicação aumentativa /alternativa aliada à escrita fácil tendo como objetivo a oferta de métodos de ampliação das capacidades remanescentes de comunicação, ou de substituição, no caso de ausência de qualquer forma de expressão comunicativa perceptível”, tais como a LGP (Língua Gestual Portuguesa), o Braille, Símbolos Pictográficos para a Comunicação (SPC), entre outras.
Mostraram-se livros multiformato, da Biblioteca do Coelhinho Branco, do Jardim de Infância da Boavista, com histórias infantis, compostos por versões de texto aumentado, pictogramas, braille impresso e imagens em relevo, dispondo ainda de um código QR que dá acesso á versão LGP e ao audio-livro.
Difundir entre os agentes da comunidade educativa projetos de aprendizagens de saberes e sensibilizar para “a diversidade funcional que implica o respeito de uns pelos outros e o esforço de todos para reduzir a diferença” foi o mote do jardim-de-infância da Boavista para a programação deste workshop dando  o início às atividades a desenvolver, conjuntamente,  ao longo do ano letivo.

Jardim da Boavista - DESDE CEDO…APRENDER A PROTEGER


Sensibilizar, desde cedo, para a importância de cuidar do meio ambiente e incentivar as crianças a conservá-lo foram algumas das abordagens realizadas no jardim de Infância da Boavista, no dia 16 de novembro, Dia Nacional do Mar.
Registamos:
 “Não deixar lixo na praia senão vai parar ao mar e fica sujo”.
“Os peixes podem comer plásticos e morrem”
“A água do mar fica suja quando deitam óleo e sujidades”
“No fundo do mar há areia que fica suja”.
“Os rios vão parar ao mar e não podemos deitar lixo lá para dentro”
“Não deitar brinquedos e plásticos na sanita porque vão parar ao mar”.
“É bom ter a praia e o mar limpos”.

Para além da importância da abordagem e sensibilização para as questões ambientais (PQA) participamos no desenvolvimento dos Projetos “Crescer com Afeto…Se Queres Ter Tens Que Proteger” e  “Cidadania e Desenvolvimento”.



Jardim de Infância da Boavista “QUANDO …..A TERRA TREME” ( é um sismo ou um tremor de terra)


Baixar, proteger e aguardar...
Baixamo-nos, de joelhos e fomos para baixo das mesas e cadeiras…

Protegemos a cabeça com as mãos….
Aguardamos, ouvimos contar até 60 e depois levantamo-nos…
Fomos todos juntos para a rua e encontramo-nos no campo de jogos.
Depois as professoras contaram-nos para ver se faltava algum aluno.


Isto foi um faz de conta que fizemos no dia 5 de novembro, depois do lanche, às 11h05 minutos. Mas pode acontecer aqui,  em casa ou em outro lugar... por isso, temos que aprender a proteger-nos!

terça-feira, 27 de novembro de 2018

FILOSOFIA – um presente com FUTURO




Implementado pela UNESCO em 2002, o Dia Mundial da Filosofia comemora-se todos os anos, na terceira quinta-feira do mês de novembro. Este ano, no dia 15 novembro o grupo de Filosofia da Escola Secundária Pinhal do Rei lançou um convite à reflexão, ao questionamento, à partilha de pensamentos, à discussão aberta e à exploração de ideias.
Estiveram envolvidas na consecução deste projeto as turmas da escola que têm a disciplina, a saber: o 10º A, 10º B, 11º A, 11º B mas também os alunos de 12º ano com a disciplina de Psicologia que quiseram prestar a sua homenagem “à mãe de todos os saberes” abraçando o desafio com audácia e determinação! Por um dia, estes jovens aprendizes foram aves de Atena, foram  Sócrates, Platão e tantos mais...
E porque a felicidade também se constrói, o grupo decidiu partilhar com todas as turmas de 9º ano da ESPR, uma mensagem da Deusa Atena tão bem encarnada pela aluna Mariana Lavos, que vinda diretamente da Grécia Antiga, trouxe para os nossos futuros aprendizes de Filosofia, estilhaços de nuvens do Monte Olimpo (vulgo pipocas), para que desfrutassem do manjar dos Deuses!
Aprendemos que queremos aprender e reaprender e saber e saber ser!
Aprendemos que somos projeto, que somos devir...
Aprendemos que tudo é um bom mote para fomentar o pensamento livre e criador e que o Dia Mundial da Filosofia é apenas um pretexto para o fazermos! Hoje, atrevemo-nos a dizer que fomos felizes porque quando a Escola é VIVIDA, tudo faz sentido!
Sapere Aude! Ousem saber!





Este ano letivo 2018/2019, os alunos do 1. º ciclo do Agrupamento de Escolas Marinha Grande Nascente irão participar no JOnline.

Com esta participação pretende-se:
· Divulgar atividades, informações e trabalhos realizados pelos elementos da  comunidade educativa;
·    Incentivar hábitos de leitura e escrita;
·    Desenvolver a criatividade;
·    Partilhar os textos elaborados pelos alunos.
Professora Florisbela e Professora Helena

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

“Mercadoria Humana 3 - Projeto de Sensibilização em Tráfico de Seres Humanos"





    

No passado dia 13 de novembro, as turmas do 10.º ano do Ensino Secundário e as turmas C/D do 1.º ano do Curso Profissional, no âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, participaram na Ação de Sensibilização – Projeto Mercadoria Humana 3- Projeto de Sensibilização em Tráfico de Seres Humanos, no auditório do Edifício da Resinagem. Esta ação teve como  objetivo promover a consciencialização dos jovens de modo a prevenir o aliciamento e sensibilizá-los para o crime de tráfico de Seres Humanos.


“ Halloween” na escola Nery Capucho



           No passado dia 31 de outubro, na Escola Nery Capucho, os alunos comemoraram o Halloween e dinamizaram atividades “assustadoras”.
       Alguns alunos do 5.º ano prepararam uma canção alusiva ao tema e apresentaram-na junto à exposição, durante o intervalo.
         Nós, os alunos do 6.º F, visitámos alguns locais da escola (secretaria, direção e sala dos profs.) fantasiados de acordo com esta tradição. Oferecemos doces e brincámos ao “Trick or Treat”.
          Os alunos do 9.º E organizaram uma festa com jogos e um desfile “terrífico”!

6ºF - 18/19


quarta-feira, 14 de novembro de 2018

O dia do Bolinho no JI de Trutas


   
    Algumas avós ofereceram o seu dia para nos ensinarem como se faz os bolinhos. O restaurante ”Linitrutas” deixou cozer os bolinhos no seu forno.
   No final, fizemos uma carta de agradecimento por nos terem ajudado.
   Os bolinhos estavam muito bons, obrigado a todos!
                                                                                                         Comunidade do JI de Trutas

terça-feira, 13 de novembro de 2018


    No passado dia 27 de outubro, um grupo de docentes e não docentes do nosso Agrupamento decidiu encontrar-se fora da Escola e enfrentar um novo desafio: o percurso de 8 km dos Passadiços do Paiva. 

   Um agradável passeio pautado pelas belas paisagens, mas também pelo convívio e camaradagem de todos os participantes, o que permitiu reforçar laços entre a “família Nascente”

Parabéns a todos os participantes!



segunda-feira, 12 de novembro de 2018

As TIC no 1.º ciclo



O Agrupamento de Escolas Marinha Grande Nascente esteve presente no passado dia 10 de novembro de 2018, na Ação de Curta Duração (ACD) “Orientações Curriculares para as TIC no 1.º Ciclo”, no âmbito do Programa de Formação de Professores do CCEMS. 
Esta foi uma iniciativa da Direção-Geral da Educação (DGE) em que o Grupo de Informática participou com muito agrado e contribuiu com a partilha de práticas que visam fomentar o pensamento computacional através de momentos para “aprender fazendo”.
Estas experiências tiveram início em 2015 com a participação o “Projeto de Iniciação à Programação no 1º Ciclo", e tem contado com o contributo empenhado das docentes Carla Silva, Cláudia Pedro, Rita Ascenso e Sandra Sousa.

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Em sala de aula...

  Aqui partilhamos um texto escrito, na aula de Inglês, pela nossa aluna Joana Grilo (10.º A)

The importance of learning a foreign language

Some people think there is no need to learn foreign languages. Personally, I don’t agree with that.
Learning a new language would help you to adapt and, also, understand the others when you are travelling, even if you aren’t abroad. In my experience, when I went to the north of Portugal, there were many tourists that I could talk to and help because I can speak a foreign language and when I went to France I had to adapt since no one knew how to speak my mother language.
There are other reasons why it is so important to learn a foreign language, for example, if you know more than your mother tongue it gets registered in your curriculum vitae (CV), it increases your employability. Another reason for the importance of learning a foreign language is that you become smarter by improving the functionality of your brain by challenging it to recognise the meaning, and communicate in different language systems. Also, a study from Spain’s University of Pompeu Fabra revealed that multilingual people are better at observing their surroundings, what means you become more perceptive.
After reading that by learning a foreign language you can understand and adapt more easily when travelling, that you can improve your curriculum vitae, that you become smarter and more perceptive, I am sure you will agree that speaking more than one language helps you improve in every way. Go for it!
                                                                                                                       Joana Grilo, 10.ºA

Em sala de aula...


O Jonline também serve para divulgar o trabalho realizado em sala de aula e que, por vezes, fica esquecido!

Fica aqui a primeira partilha: 

Nas aulas de Inglês, os alunos do 10.º ano, realizaram  uma atividade de escrita criativa coletiva:  " The sense of nonsense". 

Todos iniciam um texto por "Once upon a time... "  e têm  2 a 3 minutos para escrever. 
Ao sinal da professora, param  e passam a folha ao colega do lado direito. Os textos vão circulando. Todos continuam o texto que vão recebendo. No final cada aluno leva o "seu texto" para casa para o "consertar " e/ou "corrigir". Na aula seguinte, são lidos os textos e os alunos votam no que gostaram mais. 
Este ano,  o resultado foi este " Nonsense". 

Para que serve? Desmistificar a escrita, adquirir fluência na escrita, promover a interação entre pares e criar espírito de grupo.                                                                                                                                                                                                            Natércia Franco







Dia Mundial da Filosofia - AEMGN

O caminho faz-se… partilhando À semelhança do que aconteceu em anos transatos, este ano, mais uma vez, o grupo de Filosofia da Escol...